Intermediários

Processos, ferramentas e ambientes para objetivos subjetivos

O que é invisível a nós? Que coisas escapam aos cinco sentidos, que estão presentes mas não podem ser definidas? Ou seria a pergunta, o que é o invisível?

Um objeto é comum. Porém quando é portador de um poder, o que passa a ser? Um talismã, uma arma, um instrumento? O poder transforma o objeto em um veículo, uma ferramenta que permite ao seu operador realizar o objetivo proposto. Igualmente, uma área quando designada e delimitada passa a ser o espaço que possibilita o acontecimento do objetivo proposto. E interessam também os espaços de fronteiras pouco definidas, como são os espaços emocionais e espirituais, da mesma forma os dos sonhos e os das fantasias. Espaços estes que são abstratos e impalpáveis, que se permeiam e se confundem entre si, onde entramos e de onde saímos constantemente sem nos dar conta.

Os objetos-espaços atuam entre o físico, o psicológico, o emocional e o invisível. São intermediários e como tal passam a depositários de possibilidades, poderes e anseios. Pontuam o silêncio. São ações poéticas que existem no vazio entre as continuidades.

Rodrigo Cardoso, 2006

domingo, 3 de junho de 2012

Limpeza Nas Praias: Canoistas fazem mutirão na Praia do Morcego

Maravilha de sábado!
O sol forte e o mar, nem tanto assim, deram condições perfeitas para realização do mutirão na praia do Morcego.
17 canoistas, entre membros do Clube Carioca de Canoagem e convidados, estavam presentes: José Marcelo, Bruna, Pedro, Vini, Marcelo, André, Érika, Leo, Tonho, Carla, Kate, Flávia, Stephane, Robson, Letícia e Luiza, fora outras pessoas, incluindo crianças, que apareceram por lá.
É sempre tão bonito ver os caiaques e as canoas enfileirados na praia!
Saimos da Urca um pouco depois das 9 horas, às 10 já estávamos catando lixo. Tinha muito, mas muito mesmo, entre sandálias, tenis, garrafas pet, garrafas de vidro, lâmpadas, micro lixo (cotonetes, tampinhas de garrafa, filtro de cigarro, canudinhos), copos de plástico, isopor (muito!), isqueiros, cotocos de vela, uma boneca, talheres de inox, camisinhas, panos, borrachas, restos de brinquedos, sacolas plásticas, enfim, tudo o que se pode esperar encontrar numa praia que não conta com serviço de limpeza oficial e regular.

Em aproximadamente 2 horas enchemos 12 sacos grandes de 100 litros (uns três ou quatro com garrafas pet, dois ou três com fragmentos de isopor) e mais 13 daqueles pequenos usados no projeto Limpeza Nas Praias do IEA. Se ficássemos mais tempo encheríamos pelo menos mais uns 20 sacos grandes. Mas não há de ser nada! Dia 14 o pessoal do Projeto Grael vai fazer uma gincana ecológica na mesma praia e vão ter ainda muito trabalho pra deixar tudo completamente livre de detritos.
O que vocês fizeram no verão passado?
Vamos salvar o Planeta!
Salvar o Planeta, o quê!
O Planeta sobreviverá...
... quem está na berlinda somos nós! 

Não fizemos uma contagem individual dos objetos encontrados, mas se fosse falar em quantidades de pequenos sacos, diria que seriam uns quase 100. Separamos tudo de acordo com uma planilha fornecida pelo Vini Palermo, coordenador do projeto Águas Limpas, para ser trocado por desconto na conta de luz do Projeto Grael, pois a maioria do lixo é reciclável e eles tem uma parceria com o programa Ecoampla de Niteroi.
O clima, como sempre, era de amizade e confraternização. Nos intervalos a conversa rolava frouxa e os assuntos iam se atualizando. E rolava aquela comilança também. Nessas ocasiões já é comum  aparecer do nada biscoitos, bolos, frutas, sucos... Companherismo. Entre papos e mordidas, sem contar os momentos de sufoco no mar, a gente curte muito isso.
Foto da Kate
Foto da Kate
O barco do projeto Águas limpas chegou por volta das 12 horas para transportar o material coletado. Fizemos uma fila e passamos os sacos de mão em mão até chegarem ao barco, que não podia encostar na areia. Ainda bem que contamos com essa ajuda no transporte, pois, obviamente, não seria possível transportar todo o lixo nos caiaques. Valeu mesmo, Vini! Valeu pela ideia, Deborah !
Obrigado Hildon e Anna do Instituto Ecológico Aqualung, pela iniciativa do projeto Limpeza Nas Praias e apoio (sacos, luvas, mate). Veleu amigos remadores pela mãozinha. Estão todos de parabéns! 
Links para mais fotos:
https://picasaweb.google.com/108886208369156044507/LimpezaNasPraiasMutiraoNaPraiaDoMorcego#
http://www.facebook.com/kate.benedict.5#!/media/set/?set=a.3414464727465.2135986.1445472741&type=1

"Vocês são simplesmente radicais. Como sempre impressionante!!!!! Estamos muIto felizes, vamos fazer o relatório. Grande abraço a todos."
Hildon Carrapito
"Foi muito bacana mesmo...um caminho se faz caminhando...um passo de cada vez... beijos à todos"
Flávia
"Bom estar com vocês, bom ver a prainha um pouco mais limpa...
Mais tarde posto minhas fotos.
Beijos"
"Também acho muito bom estar com vocês! Sempre!!!
Parabéns pela iniciativa e pela organização!
Beijos e boa semana!"
Bruna
"Ola amigos,
foi muito legal mesmo.
Estou esperando a proxima.
abraços"
Robson
"Parabéns a todos nós.
Foi muito bom estar junto com vocês nessa ação que valeu também como uma brincadeira animada e além de tudo de sensibilizar sobre o quanto produzimos e consumimos de porcarias. Fica a lembrança da praia antes do mutirão para atentarmos ao consumo de produtos com menos embalagens, principalmente aqueles pratinhos de isopor, que tem uma vida útil desprezível e a inútil... É só lembrar da quantidade de isopor que encontramos naquela prainha.
Depois envio para vocês o destino dos materiais recicláveis que separamos e deixamos no Projeto Grael.
Faremos outra ação de limpeza na praia do Morcego com a mulekada do Projeto no dia 15 de junho (sexta). Será a V Edição da nossa Gincana Ecológica, dessa vez vamos focar no micro-lixo (papel de bala, bituca, canudinho, cotonete e etc...). Organizamos em dois turnos, manhã e tarde, cobrindo todas as turmas de sexta-feira e procurando incentivar uma atmosfera de cooperação com a garotada.
Convido todos vocês a participarem também.
Forte abraço"
Vini
"Adorei a remada, estar com a galera e de quebra fazer um pouquinho pelo ambiente que nos cerca. Toda aquela quantidade de lixo ate agora não me sai da cabeça, eh uma tristeza saber que nossa ação eh como enxugar gelo, pois a Baia de Guanabara esta longe de ser despoluida...sem duvida muito daquele lixo bruto ali encontrado tb deve ser proveniente do lixo das ruas, jogado muitas vezes pela própria população, uma vez que ainda vivemos em uma sociedade sem noções de coletividade e muitas vezes mal educada mesmo.
Enfim, o que não da eh pra desistir.
Que venham outras.
Beijos"
Erika
"A próxima campanha será a Mundial - Clean Up The World 2012 - que acontecerá em 15 de setembro.
Vamos nessa!! Abraços e Sauds. Sustentáveis a todos!"
Anna Turano e Hildon Carrapito

Um comentário:

  1. Valeu Rodrigão. Já aproveitei sua postagem e coloquei no blog do Águas Limpas - http://projetoaguaslimpas.blogspot.com.br/

    Muitas outras oportunidades rolarão.

    Abração

    Vini

    ResponderExcluir